Timeline da moda: a importância de peças que marcaram a história

New Look da Dior
O New Look, da Dior, faz parte da timeline da moda

A moda é cíclica: tendências vêm e vão. Para entender o que está em alta hoje, é preciso olhar para o passado. Afinal, a evolução é constante. Para ilustrar bem essa ideia, criei uma timeline da moda, com peças que marcaram a história em diferentes décadas. Vamos para mais um arquivo fashion!

New Look da Dior
Dior/Divulgação

 

Timeline da moda: evolução em décadas

Há várias formas de aprender sobre moda. Livros são sempre um recurso essencial. Além disso, aulas e viagens também valem a pena. O meu programa Paris Style Week é uma ótima oportunidade, é claro!

Outra forma interessante para criar repertório é visitar museus. Em exposições, é comum ver os acontecimentos em ordem cronológica. Dessa forma, é possível compreender melhor a periodicidade da moda.

Um bom exemplo que tenho na memória foi a mostra “Fashion Forward, 3 siècles de mode 1715-2016)”, que aconteceu no Museu das Artes Decorativas, em Paris. A exposição reuniu 300 peças de moda feminina, masculina e infantil, do século 18 até o século 21.

O conhecimento sobre história e evolução da moda é uma base que serve para ir mais longe. Nesse sentido, a linha do tempo preparada por mim vai ajudar na compreensão geral de quem se interessa pelo assunto. É muito importante ter referências claras para conquistar um vasto domínio de moda e ler desfiles, além de estar por dentro da trajetória das grandes marcas.

No meu material, que começa na década de 1900 e segue até 1990, há criações de designers fundamentais para a moda mundial. Alguns deles estão no meu curso “10 Estilistas que você deve conhecer”. Outros não são franceses.


Com a timeline da moda, você vai ter as seguintes oportunidades:

1 – Entender as décadas da moda
2 – Conhecer peças ícones
3 – Desvendar segredos de estilistas


Entre as peças escolhidas para a timeline da moda, por exemplo, estão as criações New Look, de Dior; Vestido de Metal, de Paco Rabanne; e o corset para Madonna, by Jean Paul Gaultier. O que elas têm em comum? Todas marcaram o DNA das grifes para sempre. Saiba mais!

 


New Look – Dior – 1947


Um dos estilistas mais renomados de todos os tempos, o francês Christian Dior foi o idealizador do New Look. Em 12 de fevereiro de 1947, o designer apresentou à imprensa sua primeira coleção, exibida na avenida Montaigne, em Paris.

Originalmente, a silhueta é chamada Femme Fleur (mulher-flor em tradução). Tem uma cintura extremamente marcada, com uma saia que parece pétalas de flores que se expandem. A famosa modelagem consiste na forma de “8” e se tornou a mais conhecida da marca.

O nome memorável de New Look foi dado pela jornalista Carmel Snow, da Harper’s Bazaar. Depois de ver o primeiro desfile de Christian Dior, ela declarou “Seus vestidos têm um ar de new look!”, por ter achado muito inovador. 

Primeiro desfile de Christian Dior
Dior/Divulgação
Tailleur Passe-Partou, da Dior
Dior/Divulgação
New Look da Dior, em exposição
Valeria Doustaly | Blog Paris Style Week
Grupo do Paris Style Week em loja da Dior
Valeria Doustaly | Blog Paris Style Week

 

Robe en Métal – Paco Rabanne – 1967

Outra parte relevante da timeline da moda traz o conceito do estilista espanhol Paco Rabanne. Para a estreia da própria grife, em 1966, ele apresentou a coleção “Douze Robes Importables En Matériaux Contemporains” (Doze Vestidos Não Usáveis ​​Em Materiais Contemporâneos), em forma de manifesto.

Os vestidos de metal foram um verdadeiro choque! O material era completamente inusitado para a moda na época. Em 1967, a estética ficou consagrada de vez, quando Françoise Hardy apareceu em um minivestido com placas de ouro incrustadas de diamantes. Outras personalidades, como Brigitte Bardot e Audrey Hepburn, aderiram ao metalizado do designer.

Ao longo da trajetória, Paco Rabanne experimentou materiais como plásticos moldados, metal martelado e alumínio. A estética segue no repertório da label, que atualmente tem Julien Dossena como diretor artístico.

Estilista Paco Rabanne
Paco Rabanne/Divulgação
Douze Robes Importables En Matériaux Contemporains, de Paco Rabanne
Paco Rabanne/Divulgação
Françoise Hardy para Paco Rabanne com vestido Metal em 1967, parte da timeline da moda
Paco Rabanne/Divulgação

 

Corset para Madonna – Jean Paul Gaultier – 1990

Em 1990, a turnê Blond Ambition, da cantora Madonna, teve todo o figurino desenhado pelo estilista francês Jean Paul Gaultier. Um dos visuais gerou alvoroço: o famoso corset em formato de cone. 

O corset foi desenvolvido em rosa bebê, uma tonalidade que remete à inocência e delicadeza. No entanto, a modelagem é extremamente ousada. A peça é simbólica; representa a liberdade de que a mulher pode fazer o que quiser com o próprio corpo. 

Madonna na Blond Ambition Tour
YouTube/Reprodução
Timeline da moda: corset para Madonna criado por Jean Paul Gaultier
Jean Paul Gaultier/Divulgação
Esboço by Jean Paul Gaultier de look para Madonna. Parte da timeline da moda
Jean Paul Gaultier/Divulgação
Esboços by Jean Paul Gaultier de looks para Madonna. Para timeline da moda
Jean Paul Gaultier/Divulgação


Um fato interessante é que a criação de Jean Paul Gaultier Um fato interessante é que a criação de Jean Paul Gaultier veio dos corpetes de sua avó. Ou seja, o look para Madonna veio de uma peça antiga, que o designer artisticamente modernizou. Trata-se de um verdadeiro paradoxo entre o tradicionalismo, que limitava as mulheres, e a modernidade, em que o empoderamento é revolucionário.

 
 
Timeline da moda completa

A linha do tempo que preparei passa por diferentes momentos da moda, dos anos 1900 aos 1990. Você sabia, por exemplo, que Charles Frederick Worth foi o criador da alta-costura?

Já expliquei sobre o Robe en Métal, de Paco Rabanne; o New Look, de Christian Dior; e o corset desenvolvido por Jean Paul Gaultier para Madonna. No entanto, isso é só uma parte do arquivo.

No material preparado por mim, há peças como La Petite Robe Noire e a bolsa 2.55, by Chanel; o Balloon Drees, de Cristóbal Balenciaga; Le Smoking, idealizado por Yves Saint Laurent; e um figurino desenhado por Givenchy especialmente para Audrey Hepburn. Quer saber quando tudo isso (e muito mais) aconteceu?

Para ter acesso à timeline da moda completa, é muito fácil! Basta clicar aqui e fazer o download do PDF. Aproveite! No blog, os posts são publicados toda segunda-feira. Até o próximo! Fique de olho!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Email
Telegram
Valeria Doustaly

Valeria Doustaly

Apaixonada pelo mundo fashion, sou uma argentina que mora em Paris, a capital da moda. Aqui, tenho contato direto com o mercado de luxo e as tendências em primeira mão. Vivo e respiro moda diariamente.

Comigo você pode estudar moda, participar de uma imersão de moda em Paris ou contratar o meu serviço de Conciergerie.

Sou consultora de Imagem certificada pela Associação Internacional de Consultores de Imagem AICI CIP. Trabalhei em agências de propaganda, marketing e comunicação em destacadas empresas do mundo no mercado de cosmético e luxo na América do Sul e na França.

Graduada em marketing possuo também um MBA em administração estratégica. Morei mais de 10 anos entre São Paulo e Rio de Janeiro, residindo em Paris.

Multicultural, falo espanhol, francês, português e inglês. Tenho dupla nacionalidade argentina e francesa.

Valeria Doustaly

Valeria Doustaly

Apaixonada pelo mundo fashion, sou uma argentina que mora em Paris, a capital da moda. Aqui, tenho contato direto com o mercado de luxo e as tendências em primeira mão. Vivo e respiro moda diariamente.

Comigo você pode estudar moda, participar de uma imersão de moda em Paris ou contratar o meu serviço de Conciergerie.

Sou consultora de Imagem certificada pela Associação Internacional de Consultores de Imagem AICI CIP. Trabalhei em agências de propaganda, marketing e comunicação em destacadas empresas do mundo no mercado de cosmético e luxo na América do Sul e na França.

Graduada em marketing possuo também um MBA em administração estratégica. Morei mais de 10 anos entre São Paulo e Rio de Janeiro, residindo em Paris.

Multicultural, falo espanhol, francês, português e inglês. Tenho dupla nacionalidade argentina e francesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.